Desbravando Ouro Preto, Minas Gerais!


Última parte do relato da colaboradora Bruna Cosenza, dona do Para Preencher, sobre seu feriado delicioso por Minas Gerais!


Por Bruna Cosenza

Como contei no meu último post por aqui, a minha viagem por Minas Gerais começou em Belo Horizonte, passou por Brumadinho, Inhotim e agora vou contar como foi o dia em Ouro Preto.

Saímos de Brumadinho logo cedo e pegamos a estrada para o antigo e charmoso município de Ouro Preto, local famoso pela sua arquitetura colonial. Confesso que tinha muitas expectativas, pois sou uma fã de carteirinha de coisas antigas, principalmente de arquitetura antiga.

Ouro Preto_Minas Gerais_Dicas (4)

No entanto, Ouro Preto foi o último destino da nossa viagem que, até então, já tinha sido bem puxada. Os dias em Inhotim realmente foram cansativos e permitiram que conhecêssemos coisas maravilhosas da arte contemporânea. Penso que talvez esse conjunto de fatores tenha me desanimado um pouco em Ouro Preto: cansaço e o fato de já ter visto muita beleza antes de chegar lá.

Ouro Preto_Minas Gerais_Dicas (2)

Mesmo assim, Ouro Preto tem o seu charme e sua história que de maneira alguma podem ser ignorados. Infelizmente, por ser um lugar turístico e ser feriado, estava extremamente cheio e demoramos muito até para conseguir estacionar o carro. É muito difícil conhecer a cidade dentro do carro e o ideal é ir desbravando tudo caminhando. No entanto, sob o sol escaldante confesso que foi uma tarefa difícil subir e descer as ladeiras de Ouro Preto.

Ouro Preto_Minas Gerais_Dicas (6)
Museu da Inconfidência

Começamos pela Praça Tiradentes, que é famosa e onde fica o Museu da Inconfidência. Também fomos ao Museu Caso dos Contos e conhecemos algumas das igrejas famosas, incluindo a São Francisco de Assis – quase todas as igrejas cobravam a entrada (se não me engano, em torno de R$10,00 por pessoa). Ah, Ouro Preto também é ótimo para comer aquela típica comida mineira e não faltam opções de restaurantes gostosos com preços acessíveis.

Ouro Preto_Minas Gerais_Dicas (7)
Igreja São Francisco de Assis

Além disso, a cidade tem muitas lojinhas fofas com souvenirs bem típicos – eu comprei várias pedras que, além de baratas, são muito bonitas. Vale a pena levar algumas lembranças do local. Fora isso, Ouro Preto tem de fato uma arquitetura maravilhosa e totalmente diferente do que estamos acostumados – parece que estamos dentro de um filme quando caminhamos pelas ruas de paralelepípedo.

Ouro Preto_Minas Gerais_Dicas (5)

De maneira alguma posso dizer que não gostei de Ouro Preto, apenas acho que fui com muitas expectativas e, infelizmente, estava muito cansada durante a visita. Além disso, não sou uma pessoa muito religiosa, por isso talvez eu não tenha tanta conexão assim com as igrejas. Mesmo assim, valeu super a pena, e acredito que seja um destino obrigatório para quem vai à Minas Gerais.

Ouro Preto_Minas Gerais_Dicas (1)

Terminamos nossa viagem jantando num restaurante italiano na Pampulha, em Belo Horizonte e partimos para o hotel, pois no dia seguinte o nosso voo para São Paulo sairia bem cedo. E aqui termina minha primeira (e com certeza não será a última) jornada por Minas, esse lugar encantador, gostoso e cheio de beleza!

Por Bruna Cosenza

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Opine aqui à vontade!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s