Feriado em Buenos Aires parte 2

Continuando minha saga por Buenos Aires, no dia seguinte acordamos, tomamos café e pegamos o metrô para Avenida 9 de Julio, a avenida mais larga da Argentina e, também, do mundo! Tiramos fotos bem turísticas em frente ao monumento ‘BA‘ e passeamos ao redor, já que os principais monumentos do país ficam ali, o Obelisco, a avenida Corrientes, o Teatro Colón, etc. Confesso que achei tudo meio mais ou menos, acho que esperava mais da “Europa” da América do Sul… ah, não julguem minha ingenuidade rsrs

De lá, fomos caminhando direto para a Calle Florida, a principal rua de comércio e que já havíamos visitado no dia anterior, mas quisemos dar mais uma voltinha pela área agitada. Comemos num restaurante ali mesmo, que não peguei o nome e também nem vou recomendar, afinal, foi aquele estilo turistão “temos tudo, de massa a carne, com qualidade mais ou menos em mesas apertadas e engorduradas”, mas como estávamos com fome, encaramos hehe.

img-20160423-wa0005.jpg

Seguimos caminhando para a Plaza de Mayo, a princial praça do país e onde fica o protesto “Mães da Praça de Maio”, em que mulheres lutam por respostas acerca de seus entes desaparecidos durante a ditadura militar. Ainda há placas, faixas e protestos lá, o que faz com que a polícia monte grades para impedir que a manifestação chegue até o palácio presidencial. Logo em frente fica a Casa Rosada, um dos últimos “pontos turísticos” que faltávamos conhecer. A casa presidencial argentina é bem bonita, e infelizmente não deu para entrar porque precisava reservar via internet e não tínhamos nos preparado para tal… #irresponsáveis

Lá em frente também fica a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, bem bacana e que vale a visita. O atual papa Francisco, quando estava na Arquidiocese de BA celebrava suas missas ali. Não sou muito religiosa então não consigo apreciar tanto igrejas e catedrais, mas uma das minhas amigas tem bastante fé e amou (beijo, miga!).

img-20160423-wa0033.jpg

Pegamos em seguida o metrô até nosso bairro do coração, Palermo. Já era fim do dia e estava rolando uma feirinha super agitada, além das calçadas lotadas de gente, uma vez que era sábado. Inacreditável, Buenos Aires parece que desperta da tumba aos fins de semana!

Tiramos fotos em ruelas grafitados, entramos em lojinhas hipsters, sentamos em cafés ao ar livre, fizemos comprinhas de bugigangas na feirinha, enfim, um fim de dia delicioso! Em seguida fomos para o hotel descansar…

IMG-20160423-WA0045
Eu e minha irmã, meu xuxu! hehe

À noite, comemos algo rápido em Palermo mesmo – num lugar que nem vale a recomendação -, tomamos um sorvete Freddo haha e seguimos para uma festa da Tequila, que já havíamos planejado ir! As festas em BA começam tarde, coisa de 2h, 3h da manhã… e só acabam às 7h, 8h… então descanse bem antes! E assim como em São Paulo (acho que em qualquer lugar do mundo, na verdade!), o “point” da vida noturna muda muito repentinamente, e por mais que você leia guias de viagem ou dicas, tudo depende da vibe da noite e dos moradores da cidade! Assim, nem tenho nome de baladas insider, tudo depende de quando você vai e como está o cenário local.

No dia seguinte já era domingo! Passou voando! Último dia e voltar para a realidade… não antes, claro, de turistar um pouco mais. Pegamos o metrô e fomos para a conhecidíssima feirinha de San Telmo, no bairro de mesmo nome. MUUUUUUITOOOOS quarteirões contemplam a feira, que é lotada e cheia de barracas! Mas não se deixe enganar: as mercadorias são quase sempre as mesmas, a cada 100 metros lá estava o mesmo produto… tirei algumas fotos para o blog hehe #blogueiraaaa

snapchat-7209928745750714638.jpgsnapchat-8914860258242877810.jpgsnapchat-5315180454927489790.jpgsnapchat-6007146057893584973.jpgSnapchat-3823645622795480382

Ficamos algumas horas ali, voltamos para o hotel para pegar a mala e logo seguimos para o aeroporto… aliás, vocês se lembram que no 1º post de BA mencionei que ficamos amigas do taxista e combinamos dele buscar a gente? Pois bem, ele nos deixou na mão e levamos um cano! E desesperadas em perder o voo… Tivemos que ligar para uma companhia de taxi e pedir correndo um taxi que aceitasse reais, já que nossos pesos argentinos já haviam sido gastos nas feirinhas da vida hahahaha

No fim deu tudo certo, claro! Impressões gerais? Buenos Aires é bacana, mas não vou mentir que esperava mais sim. Não há taaaaantas coisas assim para ver e fazer e, surpreendentemente, achei tudo tão – ou mais – caro que no Brasil! Foi-se o tempo de esbanjar em peso argentino… Três/quatro dias são o ideal para conhecer bem a cidade, e apesar de ter aproveitado demaaaais com minhas amigas, acho que quero explorar outras cidades sul-americanas antes de retornar a BA.

Beijos,

Amanda

Anúncios

Opine aqui à vontade!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s