Nunca pague por acomodação na sua viagem!


Todo dia 10, espere um post do colaborador Natan Duarte, com ótimas dicas para viajar mais! Sigam ele no Instragram. Obrigada, Natan!


Muitas pessoas deixam de viajar porque não podem pagar o tradicional pacote “transporte, alimentação e hospedagem”. E se eu te falar que você não precisa pagar por hospedagem? Que alimentação em alguns destinos são mais baratos que no Brasil? E que você pode ter uma experiência pro seu currículo enquanto viaja e em alguns casos ter até uma remuneração? Não estou falando que você precisa tirar visto de trabalho ou ter passaporte europeu nem dupla cidadania. É muito mais fácil do que você imagina. Na maioria das oportunidades que vou compartilhar nesse post, você precisa de no mínimo o inglês intermediário.

Após meu intercâmbio de inglês em Londres, para ter imersão no inglês e viver o cotidiano falando essa língua, fui trabalhar como voluntário na Irlanda em um hostel em troca de acomodação e café da manhã.

Você já deve ter visto muitos blogueiros que passam a vida viajando e ficam pelo menos duas semanas em um mesmo lugar. Isso, muitas vezes, é um trabalho que eles arrumaram naquele destino. Uma das formas mais famosas que os brasileiros costumam sair do país é ser AuPair no exterior. Mas existem outras formas de fazer isso. Segue a lista de oportunidades:

Worldpackers, Workaway, Helpx: A maioria dos hosts (anfitriões) que precisam de um voluntário são Hostels (albergues) e lá você trabalha em troca de acomodação e café da manhã. Tem algumas outras oportunidades em casas de família, ou até fazendas de permacultura. (Paga uma taxa em torno de R$ 100)

AIESEC: Muitas universidades do Brasil tem um grupo da AIESEC e que você faz uma entrevista com eles, paga uma taxa (em 2015 era mais ou menos R$ 1.500,00, depende do escritório) e você escolhe para que país quer ir e eles fazem a intermediação para entrevista de emprego via Skype. Há também oportunidades para ser voluntário em comunidades necessitadas pelo mundo.

YogaTrade: Se você gosta de Yoga, faça um curso e tenha um diploma que possa ensinar a técnica e assim viajar ensinando Yoga.

Volunteer Latin America: Seja voluntário em algumas causas em países perto do Brasil.

WWOOF: Você trabalha numa fazenda no mundo e ganha acomodação e alimentação. (Paga uma taxa de menos de R$ 100)

Ensinar Inglês: existem vários países que precisam de professores de inglês, alguns pedem um certificado Toefl para o professor, outros não. Esse link é um exemplo.

Guia de Turismo: Muitas agências de viagem precisam da sua ajuda para falar com turistas da sua língua, como a Contiki.

Trabalhar em Cruzeiros: Tenho uma amiga que passou 11 meses num navio e conheceu vários países, é uma ótima oportunidade, empresas como a Royal Caribbean.

Dicas para o sucesso do trabalho no estrangeiro:

  1.  Fale a língua do seu destino.
  2.  Se você não falar a língua, faça um curso de língua .
  3.  Faça contato com grupos de exilados no Facebook (Ex.: Brasileiros em Londres) em sua nova casa e trabalhe o networking sempre que puder. Eles geralmente têm um monte de conhecimento e você pode obter empregos.

Espero que essas dicas lhe sejam úteis. Estou viajando no momento e é sempre um prazer ajudar quem está querendo viajar. Você pode me acompanhar diariamente no meu insta @natanstravel. Obrigado por terem chegado ao final da leitura e sucesso a todos vocês – no Brasil ou no exterior! E como sempre digo, arrisque-se mais. Não acredito que alguém consiga viver sem desafios. Let’s go?

Natan Duarte, 22, é estudante de economia, empreendedor, viajante, fotografo de instagram, cosmopolita, empirista, cidadão do mundo, acredita que sharing economy não tem fronteiras, com inquietação no seu passo inspirado pelo lema de seguir em frente do Johnnie Walker. Consumidor de Red Bull, incentivador de altos voos. Tem a cabeça da geração Z, com corpinho da geração Y.


Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Maria Luisa Alves disse:

    Oi Natan e Amanda!
    Adorei o post, sempre acompanho o blog e adoro ele 🙂
    Já fiz parte da AIESEC e na verdade a taxa varia de escritório para escritório. Dá para encontrar mais barato ou mais caro que esse preço que vocês botaram.
    Enfim, só uma consideração! 🙂
    Beijos, sucesso!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Maria Luisa! Obrigada por passar por aqui =) vou editar la no texto! Thanks!

      E resposta do Natan: agradeço sua participação e o valor era mais para dar uma idéia para o leitor. Obrigado!

      Curtir

Opine aqui à vontade!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s