Suíça

Basileia, Suíça

Após alguns dias em Genebra, fui visitar um amigo em Basel (ou em bom português, a Basileia). Considerada a capital cultural da Suíça, com concertos, shows e exposições, faz fronteira com a Alemanha e a França.

Confesso que não achei a cidade nada demais, pelo contrário, em um dia você vê tudo e mais um pouco. Cheguei à noite e não fizemos muito naquele dia. Na manhã seguinte, meu amigo me levou para explorar a cidade.

Basileia

Turistando

Começamos visitando a imponente estação de trem – sorry não consegui tirar foto…. Aliás, atenção: há duas estações de trem na Basileia, uma suíça e outra alemã. Se quiser seguir viagem para a Alemanha (coisa que eu fiz), compre diretamente na estação alemã, pois o bilhete pode ser até mesmo 50% mais barato.

De lá, fomos para o centrinho histórico, que une prédios rústicos com as famosas fast-fashion H&M, Zara, etc… triste reflexo do turismo atual (#filosofias), que ocorre em quase todas as cidades turísticas atualmente. Há uma massificação de tudo, encontram-se as mesmas lojas e as mesmas mercadorias em todos os cantos, tanto na Rússia quanto na Indonésia. Enfim, divagação para outra hora.

Bom, logo avistamos a chamada Carnival Fountain, que não tem nada demais, mas por ser “diferentona”, com esculturas, é considerada ponto turístico da cidade.

Basileia

Caminhando mais um pouco, chegamos na Câmara Municipal (Rathaus), bem legal, aberta e com arquitetura e cores interessantes.

Basileia

Por cima

Resolvemos então subir a colina até a Müesnterplatz, praça que abriga a Catedral de Münster, principal da cidade. Ela é bem bonita, mas estava fechada e não conseguimos entrar. Senti uma vibe bem sóbria por lá, tipo antiga sabe? Não sei se era o frio ou porque a praça estava vazia, mas me vi naqueles filmes de suspense hehehe

Basileia

Basileia

Uma dica é que lá pertinho da Catedral tem um tipo de mirador para o rio Reno, bem bacana. Acabamos ficando para ver o por-do-sol e estava lindo!

Basileia

Basileia

Com apenas esse dia disponível, acabei não visitando nenhum museu – Basileia tem cerca de 40, além da internacionalmente famosa Art Basel, evento de arte que atrai pessoas do mundo todo – nem o Spalentor, portão da cidade.

Ah, o prédio mais alto da Suíça se encontra na Basileia e é facilmente avistado de qualquer ponto da cidade. Mas gente, não é muito grande não kkkkk

Também não posso recomendar nenhum lugar para ficar nem comer, pois me hospedei na casa do meu amigo e comi por lá. Mas com certeza as poucas opções devem ser caaaaras… Muitos suíços me falaram que raramente saem para comer, já que o custo-benefício de se alimentar em restaurantes (mesmo que em ocasiões especiais) não compensa.

Bate-volta na Alemanha

Bom, no dia seguinte tive uma pequena aventura, uma amiga alemã, que mora bem na divisa dos dois países veio me buscar na Basileia para passar um dia na Alemanha hahaha. Tomamos café, almoçamos e visitamos alguns museus por lá! Não rende um post (além de ter sido numa cidade extremamente pequena, difícil ter turista ali), mas deixo aqui algumas fotos do típico café da manhã, estava delicioso!

Basileia

Basileia

Beijos,

Amanda

Opine aqui à vontade!

Deixe uma resposta

3 comentários