O imperdível Museo de la Memoria y los Derechos Humanos

Shame on me, nas minhas cinco semanas em Santiago só visitei um museu… mas acho que ele valeu por todos! O Museo de la Memoria y los Derechos Humanos é incríveeel! Um amigo havia me dito que era super chato e pequeno, mas acho que é porque ele não compreende muito espanhol e nem se interessa por fatos históricos. O museu conta sobre o dia 11 de setembro de 1973 (golpe militar chileno, quando o presidente Salvador Allende foi assassinado e Augusto Pinochet tomou o poder) e seu desenvolver.

Sua estrutura é uma grande “caixa” verde, um projeto arquitetônico bem legal, e fica em frente ao parque Quinta Normal, que também é lindo e um charme só (aliás, dentro desse parque está o Museu de História Natural Chileno, com uma fachada maravilhosa). A entrada é de graça mas é possível fazer uma pequena doação.

20150331_135426
O parque Quinta Normal

20150331_135640
O museu de História Natural do Chile

Logo no térreo, um panorama do mundo todo e suas comissões da verdade para apurar crimes de ditadura. Ao subir para o primeiro andar, uma larga escada branca está com megafones ao longo de seu caminho, em que um sutil ruído de pessoas protestando ecoa. Conforme subimos a escada, parece que estamos marchando junto a essas pessoas. Achei incrível.

O primeiro andar é dedicado ao 11 de setembro de 1973 e seu desenrolar. Jornais, vídeos e depoimentos fazem você se perder por ali. Um dos vídeos que mais gostei foi o registro de um jornalista que estava cobrindo o golpe e não sabia o que estava acontecendo. “Me parece que os militares chegaram, mas não se pode dizer se estão junto ou contra Allende”. Daí o Palácio de la Moneda começa a receber bombas e ele sai correndo sem entender nada, mas logo sobe em um prédio vizinho e continua a gravar tudo. Como jornalista achei incrível, mas mesmo de não fosse, assistir a um golpe militar é algo raro! Nunca achei que tivessem gravado isso! E também é possível ouvir o último discurso de Allende, quando ele ainda estava no Palácio de la Moneda e prestes a morrer.

20150331_152205

Há uma seção dedicada às crianças da ditadura. Não apenas fotos de desaparecidos, mas também desenhos e cartas feitos por crianças refugiadas. Uma que me marcou foi uma carta escrita por uma pequena chilena refugiada na Noruega. Ela escreve à senhora Pinochet, pois é dia dos avós e a menina pergunta a ela se está aproveitando seu dia, já que a avó dela desapareceu e ela não pode dar-lhe um abraço. Ela também diz que na Noruega está aprendendo francês e inglês e um dia ela retornará ao Chile para fazer algo bom àqueles que sofreram as consequências do golpe. E ela tem apenas 9 anos. De arrepiar.

Numa parte mais escura a tortura e o sofrimento são narrados. Demasiado triste, não consegui ler nem ouvir tudo, achei muito pesado. O pior depoimento foi de uma mãe que, enquanto estava sendo levada a um campo de concentração, ouviu seu único filho ser morto por um tiro. Um dos guardas disse a ela: “Você tem cinco minutos se quiser enterrar este cachorro morto”. E ela o enterrou correndo no meio do caminho.

20150331_151915

20150331_152002

No segundo andar, a busca pela justiça e o fim da ditadura. Também muito bonito e cheio de homenagens. O museu em si é uma grande homenagem, pois em seu enorme pé direito estão penduradas fotos de algumas vítimas da ditadura. Ele é bem amplo e tem muuuitos documentos, fico feliz em ver a História sendo preservada dessa maneira.

Infelizmente o Museo de la Memoria y los Derechos Humanos não permite fotografias, mas tirei algumas da fachada. Ele não é grande, e em uma hora você consegue apreciá-lo bem. Imperdível em Santiago.

Beijos,

Amanda

3 comentários Adicione o seu

  1. Ricardo Pfiszter disse:

    Curtindo seu blog!!! Adorei o artigo do museu….
    Torcendo de longe para que tudo seja fantástico nesta sua viagem!!!

    Curtir

    1. Oi Ricardo!! Fico feliz!! Acompanhe sim, daí meu pai tem sobre o que tagarelar! Haha Beijos, saudades de todos!

      Curtir

Opine aqui à vontade!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s