Sobre viajar sozinha

Sempre que conto a alguém sobre meu 2015 – trancar a facul e ir viajar – muuuita gente pergunta: “mas você vai com quem?”, e eu sempre “sozinha, ué”. Logo vem a cara de espanto e mil perguntas; mas não é perigoso?, você não vai se sentir solitária?, tem certeza?, nossa, você deve estar bem preocupada, hein?. Gente, realmente não entendo. Eu deveria arrastar alguém por um ano para fazer uma mega viagem comigo, no meu roteiro e dentro dos meus sonhos?

Claro que também muita gente diz que eu faço bem em ir sozinha, em como sou corajosa, em como eu nunca vou me sentir sozinha porque vou conhecer mil pessoas, etc. Mas a questão da companhia nunca foi um dilema, aliás, ir acompanhada nunca foi uma opção. É sozinha que me sinto mais livre, que faço as coisas do meu jeito e é uma forma de estar aberta ao novo, sem me apegar ou depender de ninguém.

Sei que muita gente não gosta de ir sozinha, de passar um tempo consigo mesmo. Muitos amigos meus tem necessidade de sempre ter gente por perto e sempre ter uma vida social agitada. Isso é ótimo? É. É mais “certo”? Nada a ver. Não tem certo nem errado, assim como tem gente que não consegue passar uma semana sozinha, eu tenho vontade de ficar sozinha com meus próprios pensamentos. É gosto, personalidade, jeito, chame do que quiser.

Li um livro sobre mulheres viajando sozinhas (O “Sozinha Mundo Afora” da Mari Campos) e achei meio fraco, não se aprofundou em nenhum tema. Sempre pesquiso e leio relatos sobre isso, pois é algo que sonho há anos. Do livro e dos relatos, acho que o principal que apreendi foi: vá sem medo, siga seus instintos, nunca beba sozinha e tenha os cuidados que você normalmente tem em casa. Eu sempre paro e penso: moro na maior metrópole da América Latina, ando na rua aqui todos os dias, saio a noite, dirijo a noite sozinha, enfim, também são coisas perigosas em São Paulo mas, por estar perto da família, parecem menores. Também posso fazer isso ao redor do mundo, mas o fato de não ter ninguém para te amparar que dá esse “medinho”. Mas eu confio muito que as coisas sempre dão certo e, não tenho dúvidas, elas vão dar.

Claro que uma hora posso me sentir sozinha, insegura, com saudades. Mas tenho que manter em mente que isso passa. E que estar sozinha, vivendo minha independência é maior que qualquer barreira que possa aparecer dentro da minha cabeça.

Amanda

Instagram

Anúncios

9 comentários Adicione o seu

  1. Que massa, Amanda! 🙂 Super apoio! Não sei se você já viu um post que fiz sobre o assunto (http://www.janelasabertas.com/2014/03/24/6-bons-motivos-para-viajar-so/), mas também curto viajar sozinha (e acompanhada, afinal, são experiências diferentes) e acho que muita gente perde de viver coisas incríveis por medo ou preconceito 😉 Também tou pensando em fazer uma viagem longa solo esse ano… Vais pra onde? Um abraço

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Luísa! Sim, viajar sozinha com certeza é uma das melhores experiências que podemos ter! Adorei seu post, concordo 100% com ele! Que legal que vai viajar sozinha, depois me conta pra onde! Eu não estou falando para onde vou porque quero ir escrevendo no blog conforme vou chegando nos lugares! Mas o primeiro destino será dia 1 de março! Mal posso esperar! Bjs!

      Curtir

  2. Viviane disse:

    I think you’ll grow so much through this experience and you’ll become an even better person. Independence is not for everyone, but you have shown that you are so independent, yet intelligent to discern what’s right or wrong, safe or dangerous, great or not and that’s what makes your decisions easier–even though you are so far away from your safety net. I’ve been there and I know how you feel, but once all is done–the sense of satisfaction and happiness are just fantastic and you’ll have so many stories to tell and share. Enjoy your trip and let your wings take you far and far away–until it’s time to return home! Good luck and have fun!

    Curtir

  3. Patricia Dantas disse:

    Amandinha, concordo plenamente com você . Fiz isso a mais de 20 anos atrás e não me arrependo . Viemos ao mundo sozinhos e precisamos nos conhecer . Agradeço a meus pais por a anos atrás já perceberem isso e apoiarem da mesma forma que sua família a apoia. Aproveite isso , pois fará parte da sua história e terá uma sempre algo rico a acrescentar . Aproveite muito!!! Bjs Patricia 👊🏻

    Curtir

  4. Tia Lo disse:

    Amanda querida, sobrinha de fato e de direito, posso dizer que apoio você integralmente. E até a invejo um pouquinho. Tentei fazer algo semelhante no passado, mas os tempos eram outros e acabei desistindo. Não importa. Ainda dá tempo de fazer, não e? Meu recado: chegamos aqui sozinhos e também vamos partir sozinhos. Então por que não multiplicar essas experiências ao longo da vida? A hora para você é agora. Você tem juventude, disponibilidade e uma boa dose de coragem! Vá em frente! Abrace seu sonho. Ele é só seu e você vai moldá-lo como achar mais bonito. Beijo grande!

    Curtir

Opine aqui à vontade!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s